Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
CONVERSANDO COM O CAJUEIRO OK
CONVERSANDO COM O CAJUEIRO OK

 

 As Plantas Não Falam,

Mas Emitem Sentimentos Como Palavras!

   Dois Cajueiros nasceram lado á lado...

Na mesma época e na mesma cova.  Um cresceu rápido na busca do Sol.

Tornou-se alto e poderoso na abundância de flores e frutos.

Mas fez sombra para o outro... 

 Sem a Luz do Sol, sombrio, o segundo definhou...

Deprimido encurvou-se; os seus galhos retorcidos tocavam o solo.

Em dias de vento forte, suas folhas varriam o chão...    

 Verões se passaram e nada de flores nem frutos...

Ele somente resistia...  

 

Este Inverno, Grande Surpresa!

Ele Floriu. Seus Galhos Retorcidos, porém agora floridos, enfeitavam a calçada!

  Resolvi ter com Ele uma conversa...  

  Diálogo com o Cajueiro...  

 

 Maju:

      Cajueiro?  

O que aconteceu com Você?  

  Após tantos anos, só agora me pareces feliz. Cobre-te de flores.

Diga-me o porquê desta surpresa...

  Quando o teu amigo floriu e produziu os primeiros frutos,

você se encolheu, suas folhas secaram.

Com o tempo achei que ias morrer! Teus galhos rastejavam;

e quando o vento forte passava, tuas folhas varriam o chão.

Este vento parecia tentar te sacudir, te despertar, mas nada acontecia!

Mais encurvado e humilhado ficavas...

 

 

 RESPOSTA DO CAJUEIRO...  

 

  Não Entendestes A Mensagem Da Natureza?

 Ela tem sempre um Recado para Vocês!...

   Quando vi o meu irmão crescendo, aparecendo mais do que eu,

 tentei a mesma busca, mas logo desisti magoado... 

Ele cobrira o meu Sol... 

Por muitos verões te vi somente á Ele elogiando... Não curvei-me á Ele...  

 Dobrei-me ao Mundo!  A Natureza não fora justa para comigo... Triste sina...   

 Colocou-me ao lado de um cajueiro pródigo, poderoso...    

No Universo existe um Planejamento, mas o meu foi esquecido...

 

  

 

 Maju:  

 

   E por que agora floristes Cajueiro?  

Se encurvado, culpavas a tua Triste Sorte!...

 

Agora fui notado e valorizado por ti; senti-me útil.

Começastes a sentar à minha sombra...

Meus galhos retorcidos como braços, serviram para te proteger! 

Ali te aninhavas... Somente eu existia para ti...

 Por vários dias Te vi buscando...  Entendendo Deus Natureza...

 Junto á mim te sentias em paz!  Silenciosamente meditavas!... Procuravas soluções...

 Aprendi com Você, também a Meditar... A Buscar Soluções!

 Aprendi a entender as Sombras...

 Vi que não existem Sombras, sem Luz!

Que a Sombra existe, porque existe a Luz;

Sombra não é Ausência de Luz!...

 

A Terra pode por horas tirar a Luz da Lua,

mas a Lua sabe que por detrás da Terra existe o Sol; sua Luz!

E Ele volta a lhe iluminar...

 

 As folhas do meu irmão criaram sombras!

 Mas agora vi que o vento balançando estas folhas,

poderia fazer o Sol por entre elas penetrar e a mim chegar.

Eu devia aproveitar esta brecha! Investir em mim...

 

No verão todos os Cajueiros são iguais... Dão Frutos! 

Mas os Frutos fora de época são raros e valorizados... 

 Resolvi produzir fora de época! 

 Busquei forças internas...   Abri-me à Luz e flori antes deles!

  As Abelhas logo chegaram, fizeram-me festa e, Surpresa!  

Meu Irmão Curvou-se!... 

 

Os seus galhos quase em mim tocando, saudaram-me

com pequeninos e delicados Buquês de Flores.

  Ele resolvera acompanhar-me na produção de frutos, porém, não quis se antecipar...

Suas Flores surgiram após as minhas!   

 Todos os Anos, ele pedia para o vento afastar as suas folhas,

 para o Sol me iluminar... (Não entendi o recado)...

 Podemos curvar-nos ao oferecermos Flores,

ou Saudarmos o êxito de um Irmão;

mas nunca encurvar-nos diante do seu sucesso...

 

Deus sempre manda um Recado através da Natureza...

   

Espírito Da Natureza

 Canalização <> Maju

Clpyrightmaju<>Todos os Direitos Reservados

 LIVRO DE VISITAS <<>> ASSINAR @ LER

MENSAGEM ANTERIOR   PRÓXIMA MENSAGEM